O SINDITAMARATY solicitou, nesta sexta-feira (5), explicações à Secretaria Geral das Relações Exteriores sobre as portarias nºs 366, 367, 368 e 369 que tratam, respectivamente, da definição de lotação numérica dos postos no exterior, das remoções “casadas” de Diplomatas, Oficiais de Chancelaria, Assistentes de Chancelaria e servidores do PGPE/PCC.

 

As publicações dos expedientes, ocorridas ontem (4), surpreenderam o SINDITAMARATY. O Sindicato “não entende por quais razões o Ministério das Relações Exteriores vêm, sistematicamente, relegando a segundo plano a definição clara e objetiva da periodicidade mínima para a inauguração dos planos de remoção, submetendo seus servidores às incertezas que afetam, dentre outros aspectos, a administração de suas vidas funcional, social, familiar e até mesmo financeira. ”

Confira aqui o requerimento.

Entrar
x
x
x