Por Alexey Van der Broocke, assistente de chancelaria, servidor do Ministério das Relações Exteriores há 47 anos, primeiro presidente do Sinditamaraty, eleito membro do Conselho Deliberativo 2017/2019

Denominadores comuns a todas as carreiras do Ministério das Relações Exteriores alicerçaram a construção do sindicato representativo de todos os servidores da nossa Instituição, o que era impensável até 2009. A Carta Sindical nos elevou à condição de representante da “... categoria Profissional dos Servidores do Quadro Permanente do Ministério das Relações Exteriores, Ativos, Inativos...”. O SINDITAMARATY age e luta, portanto, até para os que não se sentem representados. Nosso sindicato nos ensinou que é possível ver com novos olhos as possibilidades de transpor barreiras tradicionalmente impostas por uma abstração danosa, a “cultura da Casa”. Graças à eficácia da defesa de práticas benéficas aos servidores, tem sido possível negociar mudanças positivas, sob a égide do respeito, que permanece inegociável.

As dificuldades tradicionais foram determinando as primeiras bandeiras e, assim, construimos um sindicato com nossas peculiaridades. Enquanto cidadãos e servidores de uma instituição única e coesa, as expectativas precisam encontrar respostas no âmbito de nossa entidade sindical, capaz de alcançar objetivos, com reflexos diretos na vida profissional e pessoal. Nossa força reside, pois, na solidariedade, na busca de soluções próprias ao exercício profissional no Ministério das Relações Exteriores. No entanto, não se deve subestimar a capacidade do sindicato de recorrer a instâncias decisórias extra muros, sempre que a instituição se revelar insensível às demandas dos servidores.

O SINDITAMARATY entra, agora, em sua quarta gestão. Nos últimos oito anos, os integrantes da Diretoria Executiva, do Conselho Fiscal, do Conselho Deliberativo têm se sucedido, alternando-se e renovando-se, mas preservando sempre o foco no aprimoramento da instituição e de sua força de trabalho.

Concluídas as eleições, assumirão os membros da nova Diretoria Executiva, Conselho Fiscal, Conselho Deliberativo, com a missão de dar continuidade à atuação do sindicato, cuja essência é a melhoria das condições de trabalho, com reflexos, inclusive, no desempenho da política externa.

É essencial a participação do SINDITAMARATY no aprimoramento da gestão de pessoas do MRE, onde os recursos humanos constituem a atividade-meio por excelência e onde tanto se entrelaçam a vida profissisonal e a pessoal.

Cabe ao SINDITAMARATY indicar ideias, propor caminhos ao necessário planejamento estratégico da gestão de recursos humanos do MRE. As atividades do sindicato têm de integrar processo de renovação constante, que deve nortear o exercício profissional do Itamaraty, na defesa dos interesses do país no exterior, bem como junto à sociedade.

Sim, compete a todos nós, colegas sindicalizados, nos mantermos unidos e aliados, manifestando opiniões, questionando práticas e procedimentos, elaborando soluções que fortaleçam nossos recursos humanos e contribuam para as metas da política externa. É essencial que mantenhamos a consciência do compromisso coletivo e atuação pró-ativa, sem descuidar da observação crítica. É dessa maneira que se desenvolve a maturidade política, baseada na capacidade de cada um de coadjuvar, mesmo quando os resultados esperados parecem distantes, mesmo quando as expectativas deixam de ser atendidas imediatamente.

O muito a ser feito depende apenas da nossa disposição, que não faltará.

Entrar
x
x
x