O presidente do Sinditamaraty, Ernando Neves, reafirma a preocupação da entidade com o projeto de lei do Serviço Exterior Brasileiro proposto pela Administração do MRE. “Somos a favor da modernização da legislação, no entanto, a negociação é indispensável e deve ser feita de forma transparente”.

 

Ernando Neves já externou esse posicionamento ao subsecretário-geral do Servidor Exterior, João Pedro Costa, quando destacou pontos polêmicos em questão: a hierarquização entre as carreiras, a extinção da carreira de assistente de chancelaria, a dificuldade no fluxo de promoção e a distribuição desigual dos cargos comissionados, entre outros.

O sindicato espera que a Administração cumpra com o compromisso de promover o debate sobre essa proposta, que traz significativas mudanças para todos os servidores do MRE.

Entrar
x
x
x