A diretoria do Sinditamaraty, Ernando Neves (presidente) Camilla Santos (vice-presidente) e Lemirtes Cerrato (diretora financeira), se reuniu nesta segunda-feira, 10, com o procurador-chefe Erlan José Peixoto do Prado e a procuradora Daniela Costa Marques do Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal e Tocantins para apresentar reivindicações específicas dos servidores do Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Entre os temas tratados, chamou a atenção do MPT a inexistência de um processo regular para reposição dos servidores de todas as carreiras (concursos públicos).

Além disso, o Sindicato apresentou sua preocupação em relação à falta de transparência e impessoalidade nos mecanismos de remoção realizados pelo MRE.

O presidente do Sinditamaraty, Ernando Neves, avaliou o encontro como positivo e identificou no MPT interesse em analisar com profundidade os temas apresentados. “A pauta da remoção é uma das prioridades da nossa gestão, ela afeta diretamente a saúde dos servidores e de seus familiares. Por isso, vamos continuar insistindo nela”, enfatizou.

Saiba mais:
Plano de Remoções. Impessoalidade, publicidade e legalidade.

Mecanismo de remoções – Postos D

Sindicato questiona contratação de pessoal para exercer funções de servidores públicos na área de promoção comercial do MRE

 

Entrar
x
x
x