Em ofício protocolado na Subsecretaria-Geral de Serviço Exterior (SGEX), na última quinta-feira (18), o Sinditamaraty externou novamente a preocupação com a existência no processo de remoções de lista diferenciada indicando servidores que deverão, necessariamente, ser removidos para postos D ou SERE.

 

Nesse contexto, Sinditamaraty alerta que mudanças constantes nas regras que norteiam o mecanismo de remoções comprometem o planejamento da vida funcional e pessoal dos servidores.

No documento, o sindicato reafirmou a confiança em que “o órgão reavaliará a estratégia adotada (com relação à lista diferenciada), inclusive, por existirem alternativas dentro dos limites da lei capazes de minimizar os problemas inerentes à carência de lotação e permanência de servidores nos postos D”.

Saiba mais: Remoções posto D 

Entrar
x
x
x