O Sinditamaraty se reuniu, na última terça-feira (16), com representantes da nova diretoria da Associação dos Familiares de Servidores do Itamaraty (ASFI). O objetivo do encontro foi apresentar as principais demandas desse público, bem como propor uma pauta conjunta de ações. De acordo com o presidente do Sindicato, Ernando Neves, essa interação pode fortalecer a atuação no exterior, uma vez que traz melhorias na qualidade de vida.

“O trabalho fora do Brasil tem seus desafios. Dependendo da localidade, o servidor precisará escolher se irá sozinho, deixando a família no país, ou não. Nós, do Sinditamaraty, buscamos uma melhoria na qualidade de vida dos servidores do ministério e isso inclui pensarmos nos familiares. Entre as nossas pautas, está o auxílio-educação no exterior, que contribui para que a família permaneça unida fora do Brasil”, ressaltou.

A Associação dos Familiares de Servidores do Itamaraty foi criada em 2013 com o intuito de formar uma rede de apoio e intercâmbio de informações entre os familiares e defender interesses comuns junto ao Ministério das Relações Exteriores (MRE) e ao governo federal.

Participaram da reunião o presidente do Sindicato, a vice-presidente, Camilla Santos, a assessora jurídica, Eliane Cesário, além do presidente Fernando Cabral e da secretária Michele Bevilacqua, da AFSI.

Acessar
x
x
x