O Sinditamaraty encaminhou, na última sexta-feira (26), ofício à diretora do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior (DCB), a embaixadora Maria Luiza Ribeiro Lopes da Silva, solicitando providências quanto às condições de insalubridade no ambiente de trabalho das divisões de Assistência Consular (DAC) e de Documento e Atos Consulares (DDAC).

 

Devido a uma reforma que está sendo realizada no térreo do anexo I, do Ministério das Relações Exteriores (MRE), os espaços físicos dessas divisões foram comprometidos. Os servidores apresentam problemas de saúde em decorrência da obra, que já ultrapassou a data limite para conclusão.

O Sindicato aguarda que sejam tomadas providências o mais breve possível, tendo em vista que é assegurado pela Constituição Federal o direito do servidor a trabalhar em local seguro, higiênico e saudável.

Confira o teor do documento aqui

Acessar
x
x
x