Com o objetivo de propor uma reflexão sobre a homofobia, o Sinditamaraty realizou no dia 31 de maio, mais uma edição do Cine Sindy. Dessa vez, o festival de curtas deu espaço à exibição de pequenos documentários que abordavam, a partir de diversos pontos de vista, o preconceito e as dificuldades que a comunidade LGBT+ enfrenta no Brasil e no mundo.

A sessão especial fez referência ao Dia Internacional Contra a Homofobia. A data, que marcou a retirada da homossexualidade de uma antiga lista de doenças (CID/OMS), contribui para que lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e transgêneros, além de outras identificações, lutem por mais inclusão e respeito.

“Trazer esse tema ao Cine Sindy é contribuir para uma mudança de cultura. Acreditamos que quanto mais informação houver, menor a discriminação, quer seja para as pessoas LGBTs, como para outras minorias, entre elas mulheres, negros e indígenas. Refletir sobre esse tema, nos auxilia, inclusive, nas tarefas que compõem o serviço consular no exterior. Muitos de nossos postos estão sediados em países onde a homofobia é institucional”, ressaltou o presidente do Sinditamaraty, Ernando Neves.

Confira a seleção de vídeos aqui: https://bit.ly/2WzuGO4.

Acessar
x
x
x