O presidente do Sinditamaraty, João Marcelo Melo, reuniu-se virtualmente com os oficiais de chancelaria das turmas mais recentes para ouvir deles as pautas mais relevantes e apresentar as recentes ações do Sindicato em prol deles e das demais carreiras do Serviço Exterior Brasileiro. 

Entre os temas abordados, está o pedido do Sinditamaraty à Justiça exigindo que o Ministério das Relações Exteriores (MRE) garanta os Equipamentos de Proteção Individual para todos os funcionários do Itamaraty no Brasil e no exterior e pedindo a manutenção do teletrabalho para todos aqueles que conseguem desempenhar seu trabalho em home office.

Nas reuniões, também foram discutidos detalhes sobre a remoção para o exterior. Alguns dos oficiais de chancelaria destas turmas já foram removidos e outros aguardam novas portarias. “Nós, enquanto sindicato, tentamos ajudar nesse momento novo. No exterior, você é uma peça fundamental da máquina e em alguns momentos vocês serão toda a máquina”, disse João Marcelo.

Os pagamentos do 13º salário e de Residência Funcional no exterior, ações judiciais requeridas pelo Sinditamaraty e as estratégias para a melhorias das carreiras também foram assuntos discutidos.

Os oficiais de chancelaria indicaram novas pautas, teceram críticas e elogios à atuação do Sindicato e mostram-se interessados em participar mais dos debates da entidade. Por isso, o presidente do Sinditamaraty disse que eles poderiam participar mais ativamente das discussões da entidade, dando mais peso às pautas. “Vocês são um grupo representativo. Mandem carta, enviem e-mail, façam barulho nas redes sociais, participem das nossas Assembleias”, convidou o presidente João Marcelo.

Acessar
x
x
x