CSPB e Sinditamaraty discutem temas relevantes aos servidores e à sociedade 1

Nesta quinta-feira (16), integrantes da diretoria do Sinditamaraty e da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB) reuniram-se virtualmente com intuito de retomar agendas de interesse comum para as duas entidades.

Entre os temas debatidos, destacaram-se as recentes manifestações da Controladoria Geral da União (CGU) que parecem impor limitações à liberdade de expressão dos servidores públicos; os efeitos da pandemia do coronavírus na sociedade; o teletrabalho e a reinvenção do movimento sindical.

Outro tema abordado foi a Ação Civil Pública número 1028048-68.2020.4.01.3400, movida pelo Sinditamaraty, que pede isonomia entre os servidores do Serviço Exterior Brasileiro, especialmente em defesa dos integrantes dos PCCs/PGPEs, que vivem uma realidade histórica discriminatória no Itamaraty.

Sobre este assunto, o Sinditamaraty convidou a CSPB para ingressar como amicus curiae na ação, dando mais peso à luta. Em resposta, o presidente do CSPB, João Domingos, disse: “Essa é mais uma causa e nós a recebemos com entusiasmo. ”

Olhar amplo
João Domingos elogiou o fato de o Sinditamaraty ser uma entidade eclética, representante de todas as categorias de servidores do Ministério das Relações Exteriores (MRE) e por protagonizar pautas relevantes. “Precisamos buscar o sindicalismo forte, onde não prevalece apenas o interesse dos filiados. Ser um ente de transformação social, ampliando os olhares para a toda a sociedade”, completou.

O presidente do Sinditamaraty, João Marcelo Melo, disse que a reunião foi bastante proveitosa. “É imprescindível estreitar nossos laços com a CSPB, pois a confederação nos permite ampliar a atuação judicial e garante um apoio técnico e midiático muito relevante”, afirmou.

Para o secretário-Geral do Sindicato, Felipe Heimburguer, “a renovada parceria entre o Sinditamaraty e a CSPB permitirá levar à sociedade o debate sobre a formulação e a execução da Política Externa Brasileira, nos marcos dos princípios constitucionais e da tradição do Serviço Exterior Brasileiro. ”

Acessar
x
x
x